O Diário do Norte do Paraná
http://www.odiariomaringa.com.br/coluna/199/231329 - Acessado em: 02/09/2014 às 1:12:16

A única praia da América da Sul  a receber o selo Bandeira Azul

A praia do Norte da Ilha de Santa Catarina. Em  Florianópolis, recebeu no último domingo (29) a certificação de qualidade ambiental internacional. Finn Bolding Thomsen, coordenador Internacional do Bandeira Azul veio da Dinamarca especialmente para a entrega do selo.

A praia de Jurerê Internacional recebeu no último domingo (29) a Bandeira Azul, certificação internacional amplamente reconhecida e atribuída às praias e marinas que cumprem um conjunto de requisitos de qualidade de água e balneabilidade, segurança, bem estar, infraestrutura de apoio e ações de educação e informação ambiental.

Divulgação

Jurerê Internacional recebe, em clima festivo, a Bandeira Azul

No ano passado, o Bandeira Azul foi concedido a mais de 3200 praias e marinas em todo o mundo, mas na América do Sul, Jurerê Internacional é a primeira praia a receber o selo.A bandeira foi entregue oficialmente ao secretário José Carlos Rauen, da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano (SMDU) em cerimônia realizada no Il Campanario Villaggio Resort, e foi hasteada na praia, bem em frente ao hotel.

O hasteamento estava marcado para o dia 1 de dezembro, terça-feira, mas por causa da qualidade apresentada na auditoria a praia já estava pronta para receber a certificação e a bandeira bandeira foi içada de imediato. Além disso, Finn Bolding Thomsen, diretor da Fundação para a Educação Ambiental (FEE), que voltou hoje (30) para Copenhagen (Dinamarca) fazia questão estar presente durante a ação.

Finn Thomsen também deu um discurso em que parabenizou Jurerê Internacional e todos os envolvidos (Habitasul, Associação de Moradores e Prefeitura Municipal de Florianópolis) pela conquista.

Na ocasião aproveitou para enfatizar a importância dos cuidados constantes com toda a praia. De acordo com Marinez Scherer, do Instituto Ambiental Ratones (IAR) - que é o operador nacional responsável pela implantação da certificação no país, a Habitasul atuou como um dos grandes atores para que a praia alcançasse o selo, já que promove melhorias na região e é responsável pela implantação de ações indispensáveis para a aquisição do selo.  

Divulgação

Como um troféu, a Bandeira Azul já trêmula no mastro, para que todos reflotam sobre a sua importância para Jurerê e Florianópolis

 
 O que é a Bandeira Azul ?

A Bandeira Azul é concedida às praias anualmente, ou seja, mesmo depois de conquistar o selo pela primeira vez, a praia é freqüentemente fiscalizada e passa novamente por júri nacional e internacional, para ver se merece receber a certificação no próximo ano.

De acordo com Finn, a fiscalização internacional acontece de três em três anos, aproximadamente. E o coordenador do selo garante que, se durante a fiscalização a praia não estiver dentro dos padrões do Bandeira Azul, a certificação é retirada Para Marinez Scherer, a certificação significa um processo de melhoria dos espaços públicos.

“É importante essa conscientização de cuidados com o meio ambiente, com as praias. Quem sabe um dia não vamos precisar do Bandeira Azul para comprovar a qualidade de certas praias – todas estarão cumprindo a lei”, supõe a Bióloga Doutora em Gestão Costeira.

Critérios:
Os critérios mínimos para alcançar a certificação somam 29, divididos em quatro grupos. O primeiro deles é Educação e Informação Ambiental, que trata sobre disponibilizar informações a respeito da balneabilidade, ecossistemas costeiros, sobre o próprio Programa Bandeira Azul, leis e códigos de conduta na praia e atividades de educação ambiental. O segundo grupo corresponde a Qualidade da Água e trata sobre o cumprimento das leis e normas de qualidade da água de banho. O terceiro é sobre Gestão Ambiental e traz requisitos relacionados ao gerenciamento costeiro para realização de auditoria ambiental na praia, limpeza da orla, instalações sanitárias e disponibilidade de meios de transporte sustentáveis. Por fim, o último grupo refere-se a Segurança e Serviços e trata sobre a disponibilidade de salva-vidas, equipamento de primeiros socorros, acesso seguro à praia, mapas, rampas para deficientes e água potável disponível para todos.

 História:
O Programa Bandeira Azul iniciou na França em 1985 e vem sendo implementado em toda a Europa desde 1987. No Brasil, a implementação ocorre desde 2006 através do Instituto Ambiental Ratones, em Florianópolis, SC. Atualmente , o Bandeira Azul é adotado por 38 países, com adaptações em cada local de acordo com a legislação vigente. Cerca de 2700 praias e 600 marinas do mundo todo possuem a certificação.

 
Floripa iluminada

O espírito de Natal já invadiu as ruas de Florianópolis. Desde a semana passada, figuras natalinas de todos os tipos embelezam as principais vias da cidade para um espetáculo nunca visto na Capital de Santa Catarina. Mais de 350 figuras luminosas foram instaladas em postes da Ilha, proporcionando um inesquecível show de luzes. A decoração contempla as principais vias de todas as regiões da cidade.

Na Avenida Beira Mar Norte estrelas tridimensionais, todas em LED´S, decoram o local. Já no Centro da cidade foram instaladas figuras que remetem ao folclore da região, idealizadas pelo arquiteto, Rui Almeida.

Estão decorados onze pórticos na Rua Felipe Schmidt, sete ao redor da Praça XV de Novembro e também sete na Rua Vidal Ramos. A decoração de Natal de Florianópolis também contempla uma árvore de 12 metros de altura, instalada na Praça do Laguinho, na entrada da cidade, e mais cinco árvores menores, de oito metros de altura, instaladas no Parque de Coqueiros, Lagoa da Conceição, Morro das Pedras, Ingleses e Canasvieiras.


Presença catarinense

Bastante oportuna, dinâmica e inteligente, a ação realizada pelo Florianópolis e Região Convention & Visitor Bureau – em parceria com a Operadora MGM de Curitiba – na noite do último dia 26. No espaço Davi Carneiro, do Hotel Pestana, em Curitiba, foi realizada uma espécie de mini feira relâmpago, com cerca de vinte hotéis e empreendedores turísticos de Floripa apresentando em pequenos espaços as atrações e diferenciais para as férias e verão 2009/2010.

Dentre os expositores, marcaram presença o Hotel Mercure Itacorubi, Hotéis Costa Norte (Ingleses e Ponta das Canas), Majestic Palace, Pousada dos Chás (temática e charmosa pousada do Jurerê), Il Campanário e Jurerê Beach Village (Jurerê – Administração Hoteleira), Porto Ingleses, Pousada Quinta das Videiras (hotel butique da Lagoa da Conceição), Golden Executive Hotel (São José), Scuna Sul, etc.

Mais de duzentos agentes de viagens estiveram presentes. Ao lado de Arnaldo levendoswski (MGM), Jô Cintra, presidente do Floripa Convention, destacou a importância do evento: “Curitiba é uma cidade industrial e de grande porte. É também fundamental para o turismo de Florianópolis e região. A ação promocional foi excelente. Deveremos repeti-la e com certeza os resultados serão sempre muito positivos”, observou.

 
Homenagem a Lilian Lachenski

A cidade de Brusque recebeu no último domingo gente de todos os cantos de Santa Catarina. Lá, com estilo, foi realizado o segundo Cassoulet Cultural do ano.  O evento em homenagem ao Ano da França no Brasil foi dedicado com carinho e a atenção da consagrada pianista carioca Lilian Motta Lachenski (a mãe adotiva de Itapema).

A produção impecável esteve sob a responsabilidade de Sérgio Lima e Silva, um dos maiores nomes da cultura na região sul do Brasil. Brusque recebeu a todos de braços abertos, com a alegria costumeira e presença de autoridades de honra.

O Cassoulet Cultural de Brusque teve como local o Clube Paisandu, anexo ao Restaurante Vô João, Bairro Maluche, Centro de Brusque. Maurício dos Santos, Presidente do Núcleo de Literatura do Vale do Itajaí e colunista social de Jornal e TV e também  um dos maiores entusiastas da "justa homenagem de Brusque à figura querida e talentosa de Lilian Lachesnki".

 

Parceiros: